Cara a tapa

Alguns vem correndo com tudo,
pra se quebrar no seu escudo;
outros andando bem devagar,
vem para cair e quebrar
a cara sem vergonha,
com defesas
de mentiras,
tentando dissimular,
tentando passar a bola,
mandando embora
a honestidade,
com quem luta
pela felicidade.

Tanto ego mata,
e desmata tudo
ao redor.

Tanto mal
tira da alma,
a humanidade
ou pior:
desfaz
a beleza,
satisfaz
a enormidade
da morte,
que preenche
com dores
ou vacuidade,
a vida
de quem mais
se fere,
do que chora.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s