Ode ao reinício

Surpresas boas me surpreendem mais do que as más:
enquanto noticiam tantos desastres, creio na paz
de não mais haverem as hierarquias de opressores,
construtores de mentiras desmedidas.

Enquanto o mundo dos homens piora,
minha alma implora o abraço,
o afeto e a honestidade esquecida.

A esperança me pediu em casamento,
e a poesia me vestiu para alertar:
toda injustiça há de queimar,
todo engano há de, vacilante,
se afogar no lago flamejante
de mágoas que fez,
e em vez de poderosamente dominar,
a maldade,
com todos os seus muitos recursos,
sucumbirá.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s