Não te rejeites naquilo que aprovas

Nesta madrugada amaldiçoo
toda enganação, repressão
contra o tesouro de livre
ser, e ser totalmente ser
humano, com direito
ao canto,
ao verso,
ao sonho
de tocar corações,
de falar verdades
e superar limites,
fortalecendo o ferido,
erguendo o enfraquecido
e liberando o fluir
natural da abundância
que está na diversidade
do ser em ação,
quer verbal
ou à mão do bem.

E o mal então
de agora para frente
não mais reterá,
deterá a condição
do sim,
da superação
de quem se é
para a transformação
mútua e sagrada
de quem ama
a justiça,
e acredita no outro,
pois acredita em si.

Anúncios