Um, dois, três: encoraje! Três, dois, um: não castre.

Os encorajamentos respeitam o indivíduo, engrandecendo seu caráter, ao passo que as castrações fomentam a inaptidão, minguando seu íntimo.

A castração vem da covardia, antagoniza o encorajamento, e pretende reproduzir a inaptidão.

O zelo parental sensato encoraja ao invés de castrar.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s