De cima para baixo 136

Coabite com a luz que não se apaga para que, quando tudo se apagar, você permaneça brilhando.

Ou melhor, permita que esta maravilhosa luz habite em você. Não importa quanto barulho o mundo estiver fazendo: você estará plácido, sossegado. Não importa quanto medo as pessoas estiverem sentindo: você estará seguro, amoroso. Busque a reconciliação e encontrará também o perdão; busque as verdades esquecidas e será levado também à compaixão. A retidão do Pai das luzes está em cada detalhe da criação. Ele é seu amigo, mas para essa amizade não ter fim, depende de você.

Expressões faciais

Abaixo desta tempestade viva e misteriosa que carrego em meu crânio, desaguam, como torrente impetuosa, as expressões do meu rosto: perspicácia, benevolência ou desgosto, gritam silenciosamente o que emana do centro, do núcleo pulsante que é fonte plácida, a cada momento marcando o tempo que falta para o encontro com a eternidade, mantendo vida para a outra vida, livre continuidade.

Segredos da dor

Quem é que sente mais dor? Quem perdeu ou quem nunca teve? Quem sabe exatamente o mal que fez ou quem o sofreu? Quem se permite ver por dentro ou quem se fecha? Quem vive na solidão ou quem tem a ilusão de companhia? Quem sente mais dor? Quem ignora ou quem sabe? Quem sente mais? Quem se endurece ou quem se amolece? Quem é igual ou quem é diferente? Quem? Quem sabe responder por experiência, não por insolência?

Nosso amor

Nosso amor, enquanto seres humanos em um corpo de carne, está sujeito a falhas, na medida oposta ao quanto sujeitamos nosso corpo à racionalidade cordial, porém nosso amor não precisa estar contaminado, incorrigível e doente, pois através da cultura, especialmente da neotestamentária, podemos pautar nosso conceito de amor em parâmetros firmes, aperfeiçoando nossa prática, cada dia mais humana (e ao mesmo tempo, celeste), a exemplo de quem primeiro nos amou.

Meus bons amigos

Um amigo vai contigo, mesmo sem querer. Ouve o que você tem a dizer, respeita a sua sinceridade. Acredita em você, apoia o que quer fazer, e aposta no que é e pode ser, na sua liberdade. Procura mais te aceitar, do que por sua aceitação. Um amigo sabe pedir perdão, sabe dar razão; chama à atenção, abre o coração.