Apetites do ego (d.c.p.b 124)

Maléficos, os apetites do ego são: ira, indignação, vingança, provocações, inferiorização, contendas, discussões, presunções e insolência. Estes apetites são a soberba da vida mencionada em carta apostólica, relacionados em várias outras como impedimento à entrada no Reino dos Céus.

Anúncios

De cima para baixo 123

Tudo que fazemos aqui é importante, mas somente o Céu importa.

De cima para baixo 122

Nossa vida é optar pela luz, tantas vezes quantas nos forem dadas as escolhas.

De cima para baixo 121

Sempre que a esperança se vai, nosso Rei a guarda consigo, para que, quando olharmos novamente em seus olhos, nos seja devolvida.

De cima para baixo 120

Nosso Rei limpa, conserta e enobrece vidas, pois nada importa mais do que seus iguais.

De cima para baixo 119

O céu é logo ali, desde que o céu esteja em ti, se mova em ti; então nada de fora poderá retirar quem está dentro.