De cima para baixo 136

Coabite com a luz que não se apaga para que, quando tudo se apagar, você permaneça brilhando.

Ou melhor, permita que esta maravilhosa luz habite em você. Não importa quanto barulho o mundo estiver fazendo: você estará plácido, sossegado. Não importa quanto medo as pessoas estiverem sentindo: você estará seguro, amoroso. Busque a reconciliação e encontrará também o perdão; busque as verdades esquecidas e será levado também à compaixão. A retidão do Pai das luzes está em cada detalhe da criação. Ele é seu amigo, mas para essa amizade não ter fim, depende de você.

Eternamente

Aquele que não tem um começo não tem um término.

Este é o maior mistério da existência, da consciência. Ele é sim uma pessoa, que fala a verdade sobre si, a única esperança que temos para além da morte, o falecimento do corpo: certeza assombrosa de quem não se ilude com estes momentos aqui. Assombro que a ressurreição destruiu, criando um novo homem, livre do medo e da incerteza.